Nike no pódio

Nesse último domingo, dia 14, o Rio celebrou o acontecimento da Maratona Olímpica só para as mulheres, com um percurso de tirar o fôlego e que passava pelo centro da cidade e também em pontos turísticos como o Aterro do Flamengo e o Sambódromo da Marques de Sapucaí.

Na competição, quem levou a melhor foi a queniana Jemina Sumgong com 2h24min04, seguida por Eunice Kirwa, do Bahrein, com 2h24min13 e Mari Dibaba, com 2h14min30, da etíope. Mas, o que essas três tem em comum além da força de vontade de terminação para completar uma maratona? A marca do tênis.

Pois é: as três corredoras conseguiram as colocações graças ao esforço e com suporte dos calçados Nike Zoom Streak 6, um dos modelos mais utilizados por maratonistas quenianos e etíopes em provas ao redor do mundo e que foi usado pela Jemima e pela Mari Dibaba – e o LunarRacer 4, usado por Eunice.

largada-da-maratona-feminina-dos-jogos-olimpicos-1471178922516_v2_615x300

Ambos modelos são consagrados, voltados para a alta performance. O Nike Zoom Streak apresenta uma placa redesenhada no mediopé e unidades de Nike Zoom Air posicionada s no antepé e no médiopé, proporcionando um excelente suporte para velocidade, além de um bom amortecimento.

Esse calçado também é feito com um cabedal em Flyknit que envolve todo o pé em um tecido respirável, imitando uma segunda pele. Vem também com a tecnologia Flywire que é integrada no cadarço e dá suporte dinâmico ao médio pé. O peso dele é 210g.

Já o LunaRacer 4 vem a entressola Lunarlon, a mais macia da Nike, que proporciona estabilidade, sustentação e distribuição regular de impacto, projetado para oferecer conforto com leveza. O Nike Lunar Racer 4 vem também com cabos de Flywire, ajudando no suporte dos pés e é indicado para corredores com pisada neutral, assim como o Zoom Streak 6. O peso dele é 173g.

825291

Ambos modelos podem ser encontrados no site da Nike, mas o LunarRacer só tem a edição 3, a 4 apenas ainda no exterior.