Nike lança o Nike Zoom All Out

Quantas pessoas são necessárias para criar um calçado? Na Nike, o processo de criação sempre foi bem mais complexo, envolvendo várias parcerias, abarcando desde uma máquina de fazer waffles até espuma congelada com o objetivo primordial de ajudar a tornar os atletas mais rápidos.

O novo tênis para correr Nike Zoom All Out utiliza um sistema de propulsão indutor de velocidade e garante a firmeza dos pés, com um conceito semelhante ao que se viu na recém-lançada sapatilha profissional de corrida Zoom Superfly Flyknit. Para chegar a essa solução avançada, foram necessários três anos de pesquisa e colaboração entre várias equipes da Nike, com especialistas em inovação de amortecimento, engenheiros de Flyknit e atletas que juntos, conduziram um processo que envolveu alterações, testes e a sintonia fina do design.

O desenvolvimento do tênis foi contraposto à nova tarefa da equipe de avançar ainda mais na evolução das bolsas Nike Zoom Air, deixando-as maiores e mais visíveis – mas também ideais para serem utilizadas em calçados de alto desempenho. Para cumprir a tarefa de aumentar a rapidez dos atletas, a equipe mergulhou nas necessidades de propulsão observadas em provas profissionais de velocidade e o preço todo teve colaboração da velocista norte-americana Allyson Felix.

As pesquisas conduziram à descoberta de que a força centrífuga das curvas da pista empurrava a velocista para fora da placa – o que, por consequência, minimizava a força propulsora. Assim, eles decidiram então projetar um sistema que garantisse a firmeza dos pés e trabalhasse em uníssono com a nova placa Superfly Elite, mais rígida.

Junto com os engenheiros da Nike e Allyson Felix, a equipe criou um cabedal Flyknit sob medida, com cano de altura média, que utiliza cabos Flywire por toda a região intermediária dos pés, num desenho mais amplo e largo do que nunca (imagine uma mão envolvendo o pé). A maleabilidade do Flyknit – justamente a característica que o torna um material de desempenho superior – fez com que fossem necessários 70 modelos até solucionar a equação conforto X controle. Primeiro o cano foi alto, depois baixo, e finalmente chegou à altura ideal para equilibrar a força da placa.


nike-zoom-all-out-flyknit-black-neon-pink-2

Ligando esse esforço à tarefa recebida para o Zoom Air, a equipe de Running Footwear percebeu que seria possível aplicar os mesmo princípios da física a um cabedal Flyknit semelhante, unindo-o a uma sola Nike Zoom Air maior. Assim como a placa de travas mais rígida, uma sola Zoom Air maior gera mais retorno de energia para o atleta do que os modelos anteriores – e, consequentemente, pede mais controle. Sendo assim, eles adotaram o cabedal e acrescentaram uma fina película de poliuretano termoplástico ao contraforte do calcanhar, além de colocar pequenas “almofadas” internas de amortecimento na gola do calçado, aprimorando a firmeza e o caimento.

Em seguida, a equipe sentou com os engenheiros de materiais e pensou não apenas em usar o Zoom Air mais sensível de todos os tempo cerca 3,2 vezes mais sensível, mas também em ajustar a altura de cada cabo de tensão do tecido dentro da unidade Zoom Air. A ideia era garantir que o calcanhar e a parte dianteira dos pés se alternassem da forma certa – promovendo transições suaves e a retirada correta dos pés do chão. Imagens escaneadas dos pés e mapas de pressão foram analisadas, e unidades completas ou intermediárias dos pés foram testadas antes que a equipe chegasse ao comprimento final da bolsa, de três-quartos.

À semelhança da placa de travas, a maior unidade Zoom Air visível jamais criada pela empresa utiliza o aumento na resistência para elevar o retorno de energia para o atleta. Nas mãos, a bolsa Zoom Air parece rígida. No calçado, porém, ela se comprime. E, no momento em que o pé sai do chão, ela impulsiona o atleta para frente. Por isso, quanto mais energia e compressão são aplicadas pelo corredor, mais energia ele ou ela vai receber de volta. Ou seja: quanto mais rápido se corre com este tênis, mais rápido ele parece ser.

O molde, por sua vez, traz um rebordo afunilado de 8mm, dos dedos ao calcanhar, que aumenta a propulsão e a firmeza, e melhora a transição. O padrão de tração em forma de pentágono espelha o formato orgânico e celular da placa de travas Superfly Elite. Ele representa um avanço nos estudos recentes segundo os quais, pensando na aderência, quanto mais borracha em contato com o solo, melhor – principalmente quando se tenta voar na velocidade de Allyson Felix.

O Nike Zoom All Out já está disponível na nike.com e em lojas selecionadas no preço de 899,90.