Celebrando o Air Max Day

No meu aniversário de 24 anos, a Nike me deu de presente um ícone da moda, presente nos pés daqueles que possuem atitude, gostam de liberdade e procuram se vestir conforme querem. Estou falando do Air Max, modelo criado em 1987 e que há anos, ganhou as ruas e o coração de todos os sneakershead, inclusive o meu já que minha identificação com a marca surgiu bem antes de virar corredora de rua.

Acompanhava a jornada da NikeSportswear de perto, no auge dos meus 13 anos e com o rock’n’roll pulsando nas veias. Adorava os tênis, ao mesmo tempo que adorava as roupas e tentava do meu jeito, incorporar o estilo ao meu visual “adolescente roqueira”. A cada lançamento eu vibrava, a cada inovação tirada do papel eu achava mais e mais incrível essa marca americana.

Passei boa parte da minha adolescência, imaginando o dia em que eu poderia estar inserida nesse mundo, perto de quem faz acontecer, gente que acredita nos mesmos ideiais que eu. Se demorou para tornar-se realidade, eu não saberia dizer, mas sei que tudo tem a sua hora – e eu esperei por isso.

A espera durou até esse sábado, dia 26, em que pude estar presente do Air Max Day Party, festa de comemoração do tênis que mais se reinventa e se renova da marca – e que jamais perderá a majestade. Em São Paulo, o agito rolou na Galeria do Rock, no Centrão da cidade e no Rio de Janeiro, no Viaduto de Madureira.

Fotos: Paixão e Sontachi, do I HATE FLASH

Nós paulistanos, tivemos a oportunidade de entrar na Galeria que estava totalmente fechada para a festa. Com petiscos e bebidas à vontade, conseguíamos transitar por dois andares do local, sendo que um (o debaixo), continha o Laboratório Air Max, ativação que mostrava os modelos exclusivos, exposição feita pela Magá Moura (presente no dia!) além de claro, a história do Air Max.

A ativação ficou muito agitada a noite inteira, com todos os convidados querendo tirar fotos e mostrar ao mundo todo que estavam presentes no aniversário desse grande tênis. O DJ Nyak comandou a festa até a entrada do Tropkillaz que colocou todo mundo para se jogar na pista. Fui acompanhada dos meus colegas do Nike Run Club e para os que pensavam que só corríamos, preciso informar que também sabemos tirar foto e arrasar na pista.

Gostaria de ter tido tempo de ter feito live painting no meu sneaker, mas preferi aproveitar o momento com meus amigos em um ambiente em que raramente estamos reunidos, já que estamos sempre no universo de corrida. E, claro, devo agradecer à Nike, à Milk e a agência Ideal que me convidou e ainda de quebra, pude levar a minha mãe que é uma inspiração de moda e de vida para mim. Como costumamos falar: aqui em casa preferimos ir de tênis e celebrar a história de um, juntas, foi algo para guardar para sempre dentro de mim. Obrigada de novo à todos que me proporcionaram isso!