Especial São Silvestre: a grande expectativa dos corredores brasileiros

Em coletiva de imprensa realizada em São Paulo, os atletas brasileiros Giovani dos Santos, quarto colocado nos dois últimos anos, Sueli Pereira da Silva, Cruz Nonata, sexta e sétima, respectivamente, no ano passado, e Joziane Cardoso esbanjaram simpatia e vontade de recolocar o país novamente no topo da Corrida de São Silvestre.

A prova que acontece hoje pela manhã, dia 31 de dezembro, tem início de programação às 7h45, com a categoria cadeirante. O pelotão de elite feminino terá a largada às 8h40 e logo em seguida, às 9h, será a vez do pelotão de elite masculino, pelotão especial (masculino e feminino), atletas em geral e com outras deficiências.

O mineiro Giovani dos Santos é a principal esperança de vitória nacional na Corrida, já que no currículo tem dois quartos lugares (em 2012 e 2013) e chega a disputa embalado com o tricampeonato da Volta Internacional da Pampulha, realizada no começo do mês. Muito simpático, Giovani comentou a vontade de fazer a prova e o fato de se sentir preparado para tentar outro bom resultado.

Foto: Kauana Araújo

Foto: Kauana Araújo

Sem pensar nos fortes concorrentes africanos, o corredor declarou que ninguém corre ou vence somente por nome. “ Para ganhar, tem que largar e fazer uma boa prova – e eu estou pronto para isso. O trabalho foi feito e amanhã será a hora de conferir. Vou usar o meu dom (correr) para novamente fazer os brasileiros sentirem orgulho do atletismo nacional”, finaliza.

Já no feminino, Sueli Pereira da Silva tem sido a principal atleta brasileira, entrando sempre nos pódios das provas, como aconteceu Volta da Pampulha, Meia Maratona de São Paulo e Meia do Rio. De fala tranquila e sorriso estampado, Sueli a todo instante afirmava a confiança de um bom resultado, graças ao bom treino e foco que tivera. A 90ª Corrida de São Silvestre será a quinta prova da corredora, esta que segundo ela, tivera uma melhor preparação.

Cruz Nonata, outro grande nome do atletismo feminino, assim como Sueli está confiante para a prova. Terceira na Meia Maratona Internacional do Rio, ela mantém o pensamento positivo e está muito animada. “Tenho melhorado meu rendimento a cada edição e isso anima. Acho que todos participam do evento querendo fazer o melhor e vencer. Portanto, que a melhor faça isso”, afirmou.

Fechando o cartel de estrelas, a atleta do Paraná Joziane Cardoso conversou com a imprensa, comentando do desejo de um bom resultado na famosa prova. “Vou começar mais devagar, sentindo o ritmo e assim, ver o que acontece ao longo da prova. Sei que será duro, mas todas as corridas são assim.” Logo após sua vitória na Volta da Pampulha, Joziane manteve os treinos já com o foco na São Silvestre.